Da Ansiedade ao Panico

A ansiedade é uma fator normal para todas as pessoas. Sofremos de ansiedade devido a acontecimentos inportantes ou mesmo situações diarias como o transito.

A ansiedade é até benéfica para a nossa vida, pois impele-nos a conseguir melhores resultados.  O grande problema está quando a ansiedade se torna patológica.

A ansiedade patológica ou Sindrome da Ansiedade Generalizada trata-se de uma doença psiquiatrica que pode afetar as pessoas tanto fisica como psicologicamente. Para quem iobre deste transtorno a ansiedade aparece em quase todas as circunstâncias e mesmo de forma inesperada, podendo dar origem a ataques de pânico.

Os ataques de pânico sao “picos de ansiedade” em  que os sintomas de tornam incontroláveis dando a impressão que se pode morrer a qualquer momento. O coração acelarado, a falta de ar e o sentimento de falta de controle causam cada vez mais medo e a pessoa entra numa espiral de pânico.

Apesar dos ataques de pânico não serem “perigos”, não causando alterações físicas graves, causam um transtorno imenso a todas as pessoas que deles sofrem, pois são impossíveis de controlar ou prever.

O tratamento da ansiedade e dos ataques de pânico deve ser feito através de uma associação de medicação com uma psicoterapia eficaz.

Como Saber se Sou Hipocondríaco?

A hipocondria é uma perturbação psiquiátrica  que se traduz numa crença infundada de que se tem uma doença muito grave (ou várias). Geralmente quem sofre desta doença não é capaz de admitir pois acredita mesmo nos sintomas que tem.

Ficam aqui os principais características de uma pessoa hipocondríaca

  • Ter um medo irracional de padecer de uma doença grave
  • Acreditar que tem uma doença grave, mesmo que todos os médicos e exames constatem o contrário.
  • Atribuir todas as alterações físicas a sintomas graves
  • Procurar diversos médicos e exigir a realização de variados exames médicos
  • Falar constantemente em sintomas e doenças
  • Pesquisar obcessivamente acerca de todas as doenças graves que ouve falar
  • Verificar constantemente a frequência cardíaca e até a tensão arterial.

Não Passe Demaisado Tempo na Cama!

Quando está cansado e mais triste só lhe apetece ir para a cama e dormir todo o dia? Pois não faça isso!

É normal utilizarmos o sono como escapatória aos nossos problemas. Durante o tempo que passamos a dormir não pensamos no que nos preocupa e ignoramos tudo o que nos está a incomodar. Mas esta é das estratégias mais erradas.

Vários estudos comprovam que as pessoas que dormem mais de 9 horas têm uma maior tendência para desenvolver sintomas depressivos.

Por isso, mesmo que só lhe apeteça estra na cama, levante-se e mantenha uma rotina que promova a socialização com outras pessoas!

Combata o Stress Hoje!

O stress afeta a nossa vida de diversas formas. Prejudica-nos tanto psicologicamente como fisicamente e pode dar origem a uma ansiedade generalizada que necessita de tratamento psicológico e farmacológico.

Conheça algumas dicas para reduzir o stress na sua vida:

  • Foque-se a fazer uma tarefa de cada vez. Pensar que tem imensas coisas para fazer ao mesmo tempo aumenta os níveis de stress.
  • Elimine da sua agenda todas as tarefas e compromissos que não são essenciais. Simplifique a sua vida!
  • Mantenha as suas finanças organizadas, eliminando assim uma preocupação constante.  No inicio do mês organize os gastos essenciais e estabeleça as restrições que necessita de fazer.
  • Partilhe as suas emoçoes e preocupações. Quando desabafamos com alguem o problema torna-se menor.
  • Pense em si! Tem de arranjar tempo para si a para se mimar. Uma massagem ou uma ida ao cabeleireiro ajudam a relaxar.

Efeitos Secundários dos Antidepressivos

Os antidepressivos, como todos os outros medicamentos podem provocar alguns efeitos secundários. Embora muitas vezes variem de pessoa para pessoa e consoante a classe específica, existem alguns efeitos secundários comuns a todos os antidepressivos:

  • Náuseas: para evitar, tome sempre o medicamento depois de  ingerir uma refeição e mantenha-se hidratado durante o dia.
  • Fadiga: embora já seja característica da depressão a fadiga pode aumentar nas primeiras semanas de tratamento.
  • Insónias: são minimiadas se tomar a medicação de manhã.
  • Boca seca: é um efeito muito comum, procure beber água várias vezes ao dia e manter uma boa higiene da boca.
  • Ansiedade: nas primeiras semanas de tratamente sintomas como a ansiedade podem piorar.
  • Obstipação: a prisão de ventre é muito comum nas pessoas que tomam antidepressivos. é fundamental adoptar uma dieta adequada, rica em fibras, e beber muita água.

5 Sintomas Físicos Do Stress

O Stress é uma das doenças da atualidade, embora muitas vezes seja desvalorizado. A verdade é que tem diversas consequeências no nosso organismo.

  1.  Olheiras e papos: um ds princiapis sintomas a surgirr. Geralmente o stress influência a qualidade do sono e as olheiras vão surgindo devido às noites aml dormidas.
  2. Rugas: As quebras de estrogénio e a influência dos niveis mais altos de cortisol (Hormona do stress)  alteram a reneração da pele, provocando rugas.
  3. Queda de Cabelo: O stress constante aumenta o número de cabelos que caem por dia, principalmente nos homens.
  4. Acne: O stress pode voltar a trazer aos adultos um dos principais problemas da adolescência!
  5. Dor na madíbula: a tensãp constante faz-nos cerrar constantemente os maxilares provocando dor e desconforto.

Não Consigo Parar de Roer as Unhas!

Roer as unhas é um vicio bastante comum. Entre 20 a 30% da população roem as suas unhas. Mas porque?

As princiapis causas para este vicio são o nervosismo, a ansiedade e a frustaração. O facto de roer as unhas pode estar ligado a um prefeccionismo descontrolado assim como a uma irritabilade latente.  Alguns estudos dizem memso que pode haver uma tendência genética.

Este vicio tem consequências, começando por lesões nos dentes e maxiliar, mas também pode afetar o estomago, uma vez que as unhas estão cheias de bactérias.

Apesar de haverem alguns tratamentos para este problema (como vernizes para dar um sabor desagradável ás unhas) é fundamental descobrir a origem deste vicio e tratá-la de forma adequada, nomeadamente atraves de psicoterapia.

Nervosismo ou Ansiedade

O nervosismo e a nasiedade não são a mesma coisa! Muitas vezes a confusão entre estes dois sintomas leva as pessoas a adiarem um diagnótsico. Conheça as principais diferenças:

  • O nervosismos desaparece quando acaba o factor causador, a ansiedade não.
  • A ansiedade tem efeitos fisicos no organismo como as dores de cabeça ou a urticália.
  • A ansiedade pode ser causada por uma predisposição genética
  • Ao contrário do nervosismo, a ansiedade pode causar patologias graves como o AVC, enfarte do miocárdio ou sindrome do intestino irritável

O Gene que Causa Depressão

Uma longa pesquisa realizada através de computadores e modelos matemáticos de análise genética revelou que pode haver um gene responsável pelo aparecimento ou propensão para a depressão.

Depois desta descoberta podem ser investigados novos medicamentos que tentem colmatar esta alterações genética.

Esta investigação foca também a questão de o stress e os fatores ambientais poderem potenciar a expressão deste gene e por isso os sintomas têm caracteristicas e intensidades diferentes.

Segundo a Organização Mundial de Saúde existem cerca de 350 milhões de pessoas afetadas pela depressão e muitas vezes o diagnóstico não é feito atempadamente.

Combater a fobia de Aviões

A fobia de andar de avião é uma das mais comuns mas pode ser muito impeditiva para a vida das pessoas.  Geralmente as pessoas que sobrem de aerofobia têm um medo irracional de sofrerem um acidente de avião, ataque terrorista, morrer ou memso sentirem-se mal no avião e nada poder fazer.

Ficam aqui algumas dicas para conseguir controlar o seu medo de andar de avião:

  • Evite chegar ao aeroporto em cima da hora.
  • Prepare as malas com tempo para não ficar mais nervoso.
  • Inclua na sua mala de mão algo que lhe permita ouvir as músicas que mais gosta ou um livro que lhe interesse.
  • Leve consigo pastilhas elásticas para evitar a pressão nos ouvidos.
  • Durante o voo procure distrai-se conversando ou lendo.
  • Fale com alguem da tripulação para se sentir mais confiante.
  • Evite bebidas alcoólicas ou café
  • A longo prazo deve reccorer ao apoio da psicoterapia para combater este medo.
  • Quando receitados pelo médico, pode tomar um ansíoliticos para se menter mais calmo antes e durante o voo.