Arquivo da Categoria: sintomas

Quanto Tempo Demora a Adormecer

As alterações do sono são um dos princiapis problemas para quem sofre de ansiedade. Quantas vezes já  ficou a dar voltas na cama sem conseguir adormecer?

Fique a saber que, se demora mais de uma hora a adomecer, alguma coisa está realmente mal. Deve começar e pensar em estratégias que o ajudem a controlar a ansiedade antes de ir para a cama. O melhor é começar a evitar todas as substâncias estimulantes (como a cafeína) e procurar hábitos relaxantes, como ouvir música ou prtaicar meditação.

No caso contrário, ou seja se demorar menos de 10 minutos para adormecer, o seu corpo está  atentar dizer-lhe que não está a dormir as horas suficiente ou que o seu sono não é repousante. É mito comum acontecer estas situações em casos de depressão.

Da Ansiedade ao Panico

A ansiedade é uma fator normal para todas as pessoas. Sofremos de ansiedade devido a acontecimentos inportantes ou mesmo situações diarias como o transito.

A ansiedade é até benéfica para a nossa vida, pois impele-nos a conseguir melhores resultados.  O grande problema está quando a ansiedade se torna patológica.

A ansiedade patológica ou Sindrome da Ansiedade Generalizada trata-se de uma doença psiquiatrica que pode afetar as pessoas tanto fisica como psicologicamente. Para quem iobre deste transtorno a ansiedade aparece em quase todas as circunstâncias e mesmo de forma inesperada, podendo dar origem a ataques de pânico.

Os ataques de pânico sao “picos de ansiedade” em  que os sintomas de tornam incontroláveis dando a impressão que se pode morrer a qualquer momento. O coração acelarado, a falta de ar e o sentimento de falta de controle causam cada vez mais medo e a pessoa entra numa espiral de pânico.

Apesar dos ataques de pânico não serem “perigos”, não causando alterações físicas graves, causam um transtorno imenso a todas as pessoas que deles sofrem, pois são impossíveis de controlar ou prever.

O tratamento da ansiedade e dos ataques de pânico deve ser feito através de uma associação de medicação com uma psicoterapia eficaz.

Como Saber se Sou Hipocondríaco?

A hipocondria é uma perturbação psiquiátrica  que se traduz numa crença infundada de que se tem uma doença muito grave (ou várias). Geralmente quem sofre desta doença não é capaz de admitir pois acredita mesmo nos sintomas que tem.

Ficam aqui os principais características de uma pessoa hipocondríaca

  • Ter um medo irracional de padecer de uma doença grave
  • Acreditar que tem uma doença grave, mesmo que todos os médicos e exames constatem o contrário.
  • Atribuir todas as alterações físicas a sintomas graves
  • Procurar diversos médicos e exigir a realização de variados exames médicos
  • Falar constantemente em sintomas e doenças
  • Pesquisar obcessivamente acerca de todas as doenças graves que ouve falar
  • Verificar constantemente a frequência cardíaca e até a tensão arterial.

Não Consigo Parar de Roer as Unhas!

Roer as unhas é um vicio bastante comum. Entre 20 a 30% da população roem as suas unhas. Mas porque?

As princiapis causas para este vicio são o nervosismo, a ansiedade e a frustaração. O facto de roer as unhas pode estar ligado a um prefeccionismo descontrolado assim como a uma irritabilade latente.  Alguns estudos dizem memso que pode haver uma tendência genética.

Este vicio tem consequências, começando por lesões nos dentes e maxiliar, mas também pode afetar o estomago, uma vez que as unhas estão cheias de bactérias.

Apesar de haverem alguns tratamentos para este problema (como vernizes para dar um sabor desagradável ás unhas) é fundamental descobrir a origem deste vicio e tratá-la de forma adequada, nomeadamente atraves de psicoterapia.

As 10 Fobias Mais Estranhas

A fobia é um medo irracional e inexplicável, que só quem sente consegue compreender realmente.

Conheça algumas das fobias mais bizarras que existem:

  1. Caetofobia – Trata-se de um medo raro, irracional e persistente de entrar em contacto físico ou visual com cabelo e/ou pêlo.
  2. Crematofobia ou crometofobia – É o medo de lidar ou mexer em dinheiro.
  3. Automatonofobia – Caracteriza-se pela fobia de bonecos, ventríloquos, estátuas de cera e criaturas animadas
  4. Ergofobia – É o medo do trabalho, do compromisso laboral, de tarefas atribuídas, de não socializar com as pessoas do trabalho ou de não ser capaz de conciliar a vida particular e social com a profissional.
  5. Somnifobia – É o distúrbio das pessoas que tem medo de dormir.
  6. Caligenefobia – É o medo de lidar com mulheres bonitas.
  7. Coulrofobia – É o termo psiquiátrico que é usado para aqueles que têm medo de palhaços.
  8. Hipopotomonstrosesquipedaliofobia  – é um distúrbio que se caracteriza pelo medo irracional (ou fobia) de se pronunciar palavras grandes ou complicadas.
  9. Filemafobia – A filemafobia ou filematofobia consiste no medo de beijar ou ser beijado, sendo específico para beijos na boca.
  10. Bromidrofobia – A bromidrofobia é o medo dos odores do corpo ou de exalar mau-cheiro.

Os Perigos da Ansiedade

Todos nós sabemos que a ansiedade pode tem consequências físicas e psicológicas. Mas muitas destas consequências podem passar despercebidas e tornar-se perigosas:

  • Alterações no sistema cognitivo
  • Aumento da pressão arterial
  • Alterações na hormona da tiróide
  • Diminuição da densidade óssea
  • Enfraquecimento do sistema imuninário, o que nos deixa mais susceptíveis a apanhar infeções

A verdade é que a ansiedade pode trazer-nos muitos problemas físicos e por isso deve ser tratada logo quando surgem os primeiros sintomas

Ansiedade Afeta o Sistema Imunitário

O sistema imunitário é o mecanismo do corpo que nos protege de infeções provocadas por vírus e bactérias. A ansiedade está muito relacionada com a Sistema Imunitário, vamos explicar-lhe como.

A ansiedade a longo prazo promove a produção de uma hormona, o cortisol. Esta hormona prejudica a resposta natural do sistema imunitário tornando o nosso corpo mais vúlnerável a diversas doenças.

É por isso mais comum que as pessoas que sofrem de ansiedade se sintam constantemente mais cansadas, apanehm facilmente gripes e constipações e envelheçam mais rápido.

Esta é mais uma prova que a saúde mental e a saúde física estão profundamente interligadas.

Animais de Estimação Contra a Ansiedade

Todos sabemos que chegar a csas e ter um animal cheio de felicidade à nossa espera deixa qualquer pessoa mais contente. Mas a verdade é que há estudos que comprovam que o facto de termos um animal de estimação pode atenuar os sintomas de stresse ansiedade.

O nosso animal está sempre presente e não nos julga. Principalmente os cães, tudo o que querem é alguma atenção e retribuem essa atenção a dobrar.

Um animal de estimaçao pode mesmo ajudar a reduzir a hipertensão arterial provocada pelo stresss. O efeito calmante que têm sobre os seus donos ajuda a retomar um fluxo sanguíneo apropriado.

A sensação de entusiasmo com que os animais de estimação nos recebem quando chegamos a casa muitas vezes é suficiente para “bloquear ” as reações ansiosas e o stress que viovemos durante o dia.

O ataque de pânico pode provocar um ataque cardíaco?

Geralmente o maior medo que temos quando estamos com um ataque de pânico é que o nosso coração pare a qualquer momento. Mas, na verdade, é quase impossível que isto aconteça.

A elevação do nível de adrenalina no sangue aumenta a nossa consciência de perigo eminente e exacerba todos os sintomas causados pela ansiedade extrema.

Muitas vezes sintomas como a falta de ar, a taquicardia os suores frios e a sensação de desmaio são confundidos com um ataque cardíaco eminente, mas estes sintomas são apenas a resposta natural do nosso organismo ao facto do sistema nervosa estar a ser demasiado estimulado.

é até bastante improvável que, durante o ataque de pânico, a pessoa desmaia, uma vez que os valores de tensão têm tendência a subir e não a descer.

 

Sinais de Baixa Auto-estima

A baixa auto-estima é uma realidade para muitas pessoas e condiaciona a sua vida, podendo levar ao aparecimento de sintomas depressivos e ansiosos. Muitas vezes achamos que faz parte da nossa personalidade e não nos apercebemos que está a prejudicar a nossa vida.

Ficam aqui alguns sinais que indicam que a sua auto-estima está em baixo e que deve fazer algo para recuperar:

  • Fica devastada com acontecimetos negativos, mesmo que sejam quase insiguinifantes e tem tendência a culpar-se por tudo o que acontece de mal
  • Está constantemente a tentar provar o seu valor aos outros, porque não acha que é suficientemente bom.
  • Não se consegue impor no trabalho ou nas relações pessoais, aceitando passivamente as decisões e comportamentos dos outros.
  • Não reconhece o próprio valor e, quando consegue conquistar algum secesso, atribui o feito à sorte
  • Não tem coragem para fazer valer as suas ideias, achando que as dos outros são sempre melhores.

Estes sinais indicam que está com problemas de auto-estima e que os deve resolver. é importante que reconheça o seu valor e que saiba reagir ás situações negativas que lhe poderão surgir,