Arquivo da Categoria: ataques pânico

Conheça os Tipos de Ansiedade

A ansiedade muitas vezes é dificil de descrever e classificar.  Saiba quais são os principais tipos de ansiedade:

  • Ansiedade Social: trata-se de um medo quase inexplicável de sociabilizar ou frequentar sitios com muitas pessoas. A pessoa sente-se julgada e observada pelos outros e tende a isolar-se.
  • Ataques de pânico: é um estado de stress extremo que leva ao aparecimento de sintomas físico como os tremores e palpitações, o que leva a pessoa a ter medo de morrer.
  • Ansiedade Generalizada: talvez a perturbação mais comum, os sintomas ansiosos tornam-se constantes e incapacitantes. Mesmo os aspetos mais comuns do dia-a-dia podem ser percursores de ansiedade.

Da Ansiedade ao Panico

A ansiedade é uma fator normal para todas as pessoas. Sofremos de ansiedade devido a acontecimentos inportantes ou mesmo situações diarias como o transito.

A ansiedade é até benéfica para a nossa vida, pois impele-nos a conseguir melhores resultados.  O grande problema está quando a ansiedade se torna patológica.

A ansiedade patológica ou Sindrome da Ansiedade Generalizada trata-se de uma doença psiquiatrica que pode afetar as pessoas tanto fisica como psicologicamente. Para quem iobre deste transtorno a ansiedade aparece em quase todas as circunstâncias e mesmo de forma inesperada, podendo dar origem a ataques de pânico.

Os ataques de pânico sao “picos de ansiedade” em  que os sintomas de tornam incontroláveis dando a impressão que se pode morrer a qualquer momento. O coração acelarado, a falta de ar e o sentimento de falta de controle causam cada vez mais medo e a pessoa entra numa espiral de pânico.

Apesar dos ataques de pânico não serem “perigos”, não causando alterações físicas graves, causam um transtorno imenso a todas as pessoas que deles sofrem, pois são impossíveis de controlar ou prever.

O tratamento da ansiedade e dos ataques de pânico deve ser feito através de uma associação de medicação com uma psicoterapia eficaz.

Nervosismo ou Ansiedade

O nervosismo e a nasiedade não são a mesma coisa! Muitas vezes a confusão entre estes dois sintomas leva as pessoas a adiarem um diagnótsico. Conheça as principais diferenças:

  • O nervosismos desaparece quando acaba o factor causador, a ansiedade não.
  • A ansiedade tem efeitos fisicos no organismo como as dores de cabeça ou a urticália.
  • A ansiedade pode ser causada por uma predisposição genética
  • Ao contrário do nervosismo, a ansiedade pode causar patologias graves como o AVC, enfarte do miocárdio ou sindrome do intestino irritável

Combater a fobia de Aviões

A fobia de andar de avião é uma das mais comuns mas pode ser muito impeditiva para a vida das pessoas.  Geralmente as pessoas que sobrem de aerofobia têm um medo irracional de sofrerem um acidente de avião, ataque terrorista, morrer ou memso sentirem-se mal no avião e nada poder fazer.

Ficam aqui algumas dicas para conseguir controlar o seu medo de andar de avião:

  • Evite chegar ao aeroporto em cima da hora.
  • Prepare as malas com tempo para não ficar mais nervoso.
  • Inclua na sua mala de mão algo que lhe permita ouvir as músicas que mais gosta ou um livro que lhe interesse.
  • Leve consigo pastilhas elásticas para evitar a pressão nos ouvidos.
  • Durante o voo procure distrai-se conversando ou lendo.
  • Fale com alguem da tripulação para se sentir mais confiante.
  • Evite bebidas alcoólicas ou café
  • A longo prazo deve reccorer ao apoio da psicoterapia para combater este medo.
  • Quando receitados pelo médico, pode tomar um ansíoliticos para se menter mais calmo antes e durante o voo.

Compreender o Ataque de Pânico

A maioria da população ja experienciou ou irá experiênciar em alguma altura da sua vida um ataque de pânico. É fundamental entendermos o que se passa durante um ataque de pânico para este não criar receios futuros.

O ataque de pânico é originado por um aumento severo  e repentino dos níveis de ansiedade, o que dá inicio a uma cadeia de sintomas muito desconfortáveis:  batimento cardíaco muito acelerado, tonturas, suores, aumento da temperatura corporal, tremores, dormências em algumas zonas do corpo, vertigens, sensação de desmaio, ou sensação de que se está “desligado” do mundo real.

Apesar do pico de atque de pânico durar  em média 10 minutos, a percepção do tempo é alterada e parece que dura muito mais tempo.

Apesar dos ataques de pânico serem inofencivos para a saúde, é frequente as pessoas sentirem muito medo de sofrerem um ataque cardíaco ou de perderem o controlo.

Depois do primeiro ataque de pânico é muito frequênte que a pessoa tenha medo que se volta a repetir, ficando muito atenta a qualquer mudança na reação corporal. Isto cria um ciclo pois o próprio medo pode dar origem a um novo ataque de pânico.

É aqui que se tem de quebrar o ciclo. é fundamental mentalizarmo-nos que o ataque de pânico não representa perigo nenhum para a nossa saúde: não vamos morrer, não vamos perder o controlo. Temos simplesmente de deixar passar e não viver a receá-lo.

 

As 10 Fobias Mais Estranhas

A fobia é um medo irracional e inexplicável, que só quem sente consegue compreender realmente.

Conheça algumas das fobias mais bizarras que existem:

  1. Caetofobia – Trata-se de um medo raro, irracional e persistente de entrar em contacto físico ou visual com cabelo e/ou pêlo.
  2. Crematofobia ou crometofobia – É o medo de lidar ou mexer em dinheiro.
  3. Automatonofobia – Caracteriza-se pela fobia de bonecos, ventríloquos, estátuas de cera e criaturas animadas
  4. Ergofobia – É o medo do trabalho, do compromisso laboral, de tarefas atribuídas, de não socializar com as pessoas do trabalho ou de não ser capaz de conciliar a vida particular e social com a profissional.
  5. Somnifobia – É o distúrbio das pessoas que tem medo de dormir.
  6. Caligenefobia – É o medo de lidar com mulheres bonitas.
  7. Coulrofobia – É o termo psiquiátrico que é usado para aqueles que têm medo de palhaços.
  8. Hipopotomonstrosesquipedaliofobia  – é um distúrbio que se caracteriza pelo medo irracional (ou fobia) de se pronunciar palavras grandes ou complicadas.
  9. Filemafobia – A filemafobia ou filematofobia consiste no medo de beijar ou ser beijado, sendo específico para beijos na boca.
  10. Bromidrofobia – A bromidrofobia é o medo dos odores do corpo ou de exalar mau-cheiro.

5 Coisas que Só os Ansiosos Entendem!

Sofre de Ansiedade? Pois então vai-se entender perfeitamente este artigo. Muitas vezes as pessoas que sofrem de ansiedade sentem-se exclúidos porque existem determinados comportamentos que as outras pessoas não conseguem compreender:

  1. Falta de paciência: as pessoas que sofrem de ansiedade têm muito menos paciência para as situações com que temos de nos deparar no dia a dia. Uma simples viagem de transportes públicos pode- se tornar numa tortura pois parace sempre que demora mais tempo.
  2. Preocupação: situações simples, como ir ao médico ou ao dentista, podem provocar muito preocupação e aumentar ainda mais os níveis de ansiedade.
  3. Esperar por respostas: pode ser simplesmente insuportável esperar por respostas de outra pessoa, mesmo que estas não impliquem várias mudanças
  4. Listas: o medo de nãpo conseguir organizar todos os compromissos  faz com que as pessoas ansiosas façam listas constantemente. Por outro lado as listas ajudam a reduzir a ansiedade.
  5. Imprevistos: As pessoas que sofrem com ansiedade não lidam nada bem com emprevistos! Podem despelotar crises de ansiedade nos momentos menos oportunos.

Chorar Faz-lhe Bem

Quantas vezes, em momentos muito stressantes, a única coisa que lhe apetece fazer é chorar? Pois é mesmo isso que deve fazer!

Chorar ajuda a que se liberte do stress e de tensões e permite-lhe lidar com emoções intensas.

As lágrimas contêm diversas hormonas que são produzidas quando o corpo está sobre grande stress.

Por outro lado, chorar ajuda a reduzir os níveis de cortisol do organismo, hormona responsável pela sensação de ansiedade.

Po isso, quando estiver “desesperado” chore! Vai-se sentir aliviado e depois pode resolver a situação com mais clareza.

Ansiedade Afeta o Sistema Imunitário

O sistema imunitário é o mecanismo do corpo que nos protege de infeções provocadas por vírus e bactérias. A ansiedade está muito relacionada com a Sistema Imunitário, vamos explicar-lhe como.

A ansiedade a longo prazo promove a produção de uma hormona, o cortisol. Esta hormona prejudica a resposta natural do sistema imunitário tornando o nosso corpo mais vúlnerável a diversas doenças.

É por isso mais comum que as pessoas que sofrem de ansiedade se sintam constantemente mais cansadas, apanehm facilmente gripes e constipações e envelheçam mais rápido.

Esta é mais uma prova que a saúde mental e a saúde física estão profundamente interligadas.

Animais de Estimação Contra a Ansiedade

Todos sabemos que chegar a csas e ter um animal cheio de felicidade à nossa espera deixa qualquer pessoa mais contente. Mas a verdade é que há estudos que comprovam que o facto de termos um animal de estimação pode atenuar os sintomas de stresse ansiedade.

O nosso animal está sempre presente e não nos julga. Principalmente os cães, tudo o que querem é alguma atenção e retribuem essa atenção a dobrar.

Um animal de estimaçao pode mesmo ajudar a reduzir a hipertensão arterial provocada pelo stresss. O efeito calmante que têm sobre os seus donos ajuda a retomar um fluxo sanguíneo apropriado.

A sensação de entusiasmo com que os animais de estimação nos recebem quando chegamos a casa muitas vezes é suficiente para “bloquear ” as reações ansiosas e o stress que viovemos durante o dia.