Medo de ter medo

Quem já sofreu de ataques de pânico sabe do que estou a falar: o medo do medo, o medo do pânico!

Um ataque de pânico é um acontecimento extramamente perturbador por tudo o que o caracteriza: falta de ar, aperto no peito, suores frios, medo de morrer e desperesonificação. Estes sintomas marcam as pessoas que já passaram por ataques de pânico e o que mais desejam é que não se volte a contecer.

A memória que fica gravada deste acontecimneto traumático faz com qualquer estimulo interno (dor no peito, suores, tonturas) ou externo (sitios em que seja difícil sair, etc) desencadeie um medo extremo de que o ataque de pânico se repita- Ora é mesmo este medo que leva ao aparecimento do ataque de pânico. Torna-se um ciclo vicioso.

Este medo começa a condicionar completamnete a vida da pessoa. Muitas vezes acontece que a pessoa se torna excessivamente preocupada com o que acontece com o seu corpo, desenvolvendo hipocondria (a qualquer sintoma associa uma doença grave).

Outra das alterações que se torna muito evidente e que as pessoas começam a condicionar a sua vida tendo em conta o medo que têm dos ataques de pânico: evitam determinados lugares ou situações que associam a ataques de pânico anteriores.

Como é evidente rodos estes aspetos acabam por limitar a vida da pessoa: tanto a nivel pessoal como profissonal. é importante combater este medo e deixar de “sofrer por antecipação”.

A psicoterapia é o tratamento mais indicado nestes casos: estuda a origem do problema e ajuda a uma mudança comportamental que irá melhorar em muito estes sintomas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *