Efeitos dos antidepressivos

Cerca de 25% da população portuguesa toma ou já tomou medicamentos antidepressivos. O consumo desta medicação tem tendência para aumentar de ano para ano, no entanto as pessoas não estão bem informadas sobre os seus efeitos. Existem muitas dúvidas na população e também diversos mitos que têm de ser esclarecidos. Ficam aqui a resposta a algumas questões que o vão esclarecer acerca dos efeitos dos antidepressivos no seu corpo.

Os antidepressivos dão sono?  – Nem todos. Existem antidepressivos com um efeito sedativo, mas a maior parte não tem este efeito secundário. O que acontece é que muitas vezes juntamente com os antidepressivos a pessoa está medicada com ansiolíticos (calmantes) e estes sim, dão sono.

Os antidepressivos engordam? – Mais uma vez depende do antidepressivo que está a tomar. Mas sim, é verdade, alguns antidepressivos têm como efeito secundário o aumento de apetite e consequente ganho de peso. Deve tentar controlar o apetite e manter uma dieta saudável.

Quem toma antidepressivos tem o desejo sexual diminuído?  – Na maioria dos casos é verdade. O mecanismo de ação destes medicamentos geralmente inibe ou reduz o desejo sexual, principalmente nos primeiros meses de tratamento.

Os antidepressivos criam dependência? – Esta é uma questão muito polémica. A forma como funcionam, implica que os antidepressivos não causem dependência, ao contrário dos ansiolíticos. No entanto, quando reduzir a dose ou pretender deixar de tomar o antidepressivo tem que consultar o seu médico. Se deixar de o tomar de forma abrupta pode sofrer diversas efeitos secundários que lhe provocaram muito transtorno físico e mental.

Tomar antidepressivos altera a personalidade? É mentira! Os antidepressivos não mudam a sua personalidade, apenas ajudam a controlar os sintomas depressivos (isolamento, tristeza, etc) para que a pessoa seja capaz de ultrapassar a sua doença. Não vai sofrer nenhuma alteração da personalidade durante o consumo destes medicamentos nem quando deixar de os tomar.

Procure informar-se sobre os efeitos secundários especifico dos antidepressivos que está a tomar ou deixe-nos as suas dúvidas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *