Reacção “Luta ou Fuga”

A reacção de luta ou fuga é a explicação de todo o prossesso de ansiedade e das suas consequências. Este é o mecanismo que o cerebro utiliza para proteger o corpo de situações perigosas.

Quando o nosso cérebro deteta uma ameaça, é desencadeada a libertação de determinadas hormonas no sangue, como a adrenalina e o cortisol. O objetivo é levar uma maior quantidade de sangue aos grandes musculos para protegeram o corpo. Para que isto aconteça o coração tem de bater mais rápido. A respiração rápida é também necessária, pois o corpo precisa de mais oxigénio para gerar energia.

Toda esta energia acumulada no corpo dá origem a diversas sensações corporais como os suores, as náuseas ou as tonturas. Todos estes sintomas preparam o corpo para lutar ou fugir de uma ameaça real ou imaginária.

Esta resposta é fisiológica e perfeitamente natural. Permite à pessoa reagir rápidamente a certas ameças, como fugir de um animal selvagem ou outros perigos eminentes. O que acontece nas pessoas que sofrem ansiedade é que estão constantemente a ativar a reação de luta ou fuga e todos as sensações por esta provocadas. A pessoa com ansiedade sente-se constantemente em alerta porque o cérebro erradamente associa as mais diversas situações a um perigo eminente e reage a esse perigo, que na verdade não existe.

Esta é a base da ansiedade e o ponto em que se deve investir para o seu tratamento. Apesar da medição ser fundamental para aliviar os sintomas, é indespensável uma alteração comportamental face ao dia-a-dia e aos problemas que surgem. Este aspeto é trabalhado na psicoterapia, de forma a alterar a percepção errada de perigo constante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *