Ansiedade e palpitações

Se sobre de ansiedade e começou a sentir palpitações/arritmias, saiba que não é o único! A sensação de aperto ou dor no peito pode tornar-se muito perturbadora, principalmente quando ocorre durante um ataque de pânico. Como os seus níveis de ansiedade se encontram descontrolados vai imediatamente pensar que vai sofrer um ataque cardíaco. Isto não é verdade!

As sensações relacionadas com o coração que podem ser provocados pela ansiedade são várias:

  • Aperto no peito
  • Dor na zona do peito ou costas
  • Sentir os músculos do peito apertados
  • Pulsação muito rápida
  • Palpitações ou arritmias (batimento irregular, as vezes parece que falta uma batida e o coração vai parar)
  • Sensação de desmaio eminente
  • Tonturas
  • Dormência nos braços

Ao experienciar estes sintomas pode sentir um medo descontrolado, o que provoca um ataque de pânico.  Tem de se consciencializar (embora ás vezes seja bastante difícil) que todos estes sintomas estão a ser causados pela ansiedade desmedida e não por um ataque cardíaco. A explicação é até bastante simples: a resposta hormonal e a adrenalina libertadas na corrente sanguínea quando os níveis de ansiedade aumentam, podem provocar todos estes sintomas. A dor no peito, por exemplo, não tem a ver com o músculo cardíaco, mas sim com os músculos entre as suas costelas, que se encontram contraídos.

Existem alguns comportamentos que pode adoptar para minimizar estes sintomas:

  • Pratique exercício físico regularmente – o exercício físico vai ajudar a que se adapte a um ritmo cardíaco mais acelarado e a que este não lhe provoque tanta ansiedade. Deve começar de forma gradual para se adaptar
  • Pratique exercícios de relaxamento – Saber relaxar vai ajudar a que se mantenha mais calmo perante estas situações e que as ultrapasse de forma mais rápida.
  • Não consuma estimulantes – O café, as bebidas energéticas, o tabaco ou os alimentos com muito açúcar podem aumentar o seu ritmo cardíaco e provocar os sintomas que referimos a cima.

1 comentário a “Ansiedade e palpitações

  1. Pingback: Ataques de pânico e hipocondria #2

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *